Saiba tudo sobre Carboxiterapia – e mais uma dica!

Este tratamento vem sendo muito procurado por quem deseja tratar estrias e celulites, trazendo ótimos resultados. É uma das melhores opções de tratamento dentre as alternativas. Neste artigo iremos mostrar algumas vantagens e desvantagens que este tratamento proporciona além de trazer uma bela dica para acelerar a recuperação da pele e alcançar um resultado de sucesso.

O tratamento chamado de carboxiterapia (ou CO2terapia) é realizado através da infusão de gás carbônico em diferentes camadas da pele. Este método antigo é usado para tratamentos de pele e, desde as primeiras observações científicas, demonstrou ter eficácia na regeneração de tecidos e também na melhora da circulação sanguínea.

Método

A aplicação é feita com o uso de um aparelho acoplado a um cilindro de gás carbônico medicinal. Este por sua vez regula a vazão do gás (que pode atingir, no máximo, 80ml de gás por minuto) para uma seringa com agulha de calibre mínimo. A profundidade da aplicação da agulha varia em cada caso. Por exemplo, no tratamento de celulite a agulha é inserida entre a pele e a gordura, agora já no tratamento contra a estria, este gás carbônico é aplicado dentro da própria estria.

Isto é feito para que o gás carbônico atue dilatando apele por dentro estimulando a formação de novos vasos sanguíneos, assim, promovendo uma melhor irrigação de sangue nos tecidos e, consequentemente, melhor oxigenação da região tratada, além de atuar também no rompimento de fibroses do tecido subcutâneo. E para completar, favorece a formação de fibras de colágeno e elastina naquela região.

Alerta

A carboxiterapia está contraindicada para casos de infecção ativa na região onde será aplicada o tratamento e para pessoas com doença pulmonar que cause retenção de gás carbônico, como a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

Os resultados desejados irão aparecer progressivamente e serão mais visíveis entre cinco e dez sessões de carboxiterapia.

Em cada caso é recomendada uma periodicidade.

Geralmente, o tratamento para celulite pode ser feito em dias alternados e a carboxiterapia para estrias e cicatrizes deve ser feita apenas uma vez por semana.

Em cerca de 20 minutos, o gás carbônico é absorvido pelo corpo, portanto, não há acúmulo deste na pele.

É possível tratar mais de uma região por sessão, de acordo com critério médico.

Mas fique preparada, a carboxiterapia costuma ser um tratamento doloroso. E esta dor tem motivo, ela ocorre devido à injeção, a aplicação do gás e à distensão dos tecidos (no caso das fibroses, por exemplo).

A dor costuma ser maior quando o gás é aplicado em temperaturas mais baixas, alguns equipamentos aquecem o gás.

Uma importante dica

Este tratamento é feito com agulhas, logo, podem aparecer alguns hematomas leves. Neste caso, dermatologistas recomendam o uso de CicactriSSim. Além de acelerar a cicatrização e a recuperação do tratamento estético, CicatriSSim pode potencializar e acelerar os resultados quando associado aos tratamentos estéticos para estrias.

 

Este produto tem como principal componente o Barbatimão (um cicatrizante potente), além de conter Aloe Vera e óleo de rosa Mosqueta. CicatriSSim também tem ação anti-inflamatória e o ácido glicólico ajuda na produção de colágeno.

Tudo isso sem ser invasivo e altamente eficaz acelerando a recuperação da pele e potencializando os resultados da carboxiterapia.

 

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.