Confira 4 dicas para evitar estrias na gravidez

Durante o período de gestação, infelizmente, muitas mamães tendem a ter estrias. Mais de 50% das mulheres grávidas começam a apresentar as cicatrizes a partir do quarto mês.

O caso é ainda pior quando as gestantes são mulheres com menos de 25 anos, pois o rompimento das fibras elásticas acontece com mais facilidade do que em mulheres com mais de 30 anos. Isso acontece porque as mais novas possuem pele mais firme, ocasionando um rompimento mais brusco.

Para evitar o surgimento de estrias na gravidez, o mais importante nesta fase é a prevenção!

Existem diversos cremes hidrantes com esta finalidade no mercado que, juntamente com uma dieta adequada e cuidados frequentes com a pele, evitam e previnem o aparecimento das estrias na gravidez.

Vamos listar diversos fatores que podem ajudar, mas não há uma receita efetiva que fará com que as estrias desapareçam de verdade.

Não se esqueça que esta é uma fase delicada, que exige a orientação de um profissional da saúde. Consulte o seu médico antes de começar qualquer tratamento.

Cremes hidratantes

Mulher passando creme na barriga

O uso de cremes hidratantes e óleos, como o óleo de amêndoa, é uma das táticas mais importantes e mais fáceis para a prevenção de estrias.

Crie uma rotina de cuidados com a sua pele e passe cremes hidratantes próprios para o uso durante a gestação.

Existem diversos cremes disponíveis no mercado, que promovem uma hidratação profunda da pele e muitos podem ser encontrados em qualquer farmácia e lojas de cosméticos.

Os óleos são opções naturais eficazes para prevenção das cicatrizes. Não é de hoje que o óleo de amêndoas é utilizado no cuidado da pele. Sua composição traz muitos benefícios, principalmente em relação à hidratação e desinflamação da pele, mas também proporcionando mais elasticidade e flexibilidade à derme.

Certifique-se de comprar e usar SOMENTE produtos que são indicados para uso durante a gravidez. Na dúvida, consulte seu médico e pergunte por especificações do produto.

Existem diversos cosméticos no mercado com componentes que não deveriam ser usados nesta fase. Por exemplo, a Ureia é uma forte substância que pode afetar a formação do feto, criando dificuldades durante os nove meses de gestação.

Confira algumas contraindicações bem comuns em cosméticos:

  • Adapeleno (Adapalene)
  • Tretinoína (Tretinoin)
  • Ácido retinoico (Retinoic Acid)
  • Retinol (Retinol)
  • Linoleato de Retinila (retinyl palmitate)
  • Palmitato de retinol (retinyl palmitate)
  • Tazaroteno (Tazarotene)
  • Ureia (Urea)

Alimentação rica e saudável

Uma alimentação saudável e equilibrada também é responsável pela prevenção das estrias na gravidez. Alimentos ricos em vitamina promovem o bem estar e uma pele bem hidratada.

Além disso, tomar bastante água ajuda a fortalecer a pele e previne que as fibras elásticas se rompam. É recomendável beber cerca de 2 litros de água por dia.

Vitamina A

Tabela de fontes da vitamina A

A vitamina A auxilia no desenvolvimento e manutenção da pele e pode ser encontrada em alimentos de origem animal, como fígado, gema de ovo e na gordura do leite.

Já os de origem vegetal, como o brócolis, a cenoura e a abóbora, são algumas outras fontes secundárias dessa vitamina. O nutriente também pode ser encontrado em folhas verdes escuras. Acrescente acelga, espinafre e agrião em sua alimentação.

Alimentos que possuem betacaroteno, pigmentos responsáveis pelas cores intensas de frutas e legumes, são responsáveis pela produção de 50% da vitamina A do organismo.

No norte e nordeste, é muito comum o consumo de azeite de dendê, conhecido como óleo de palma, que possui propriedades antioxidantes e é rico em vitamina A.

Vitamina E

Tabela de fontes da vitamina E

A vitamina E possui propriedades antienvelhecimento da pele e está presente em diversos produtos de origem vegetal, como cereais integrais, sementes e óleos.

Além de ser um potente antioxidante, a vitamina E estimula a circulação sanguínea, promovendo uma melhora rápida das estrias vermelhas.

A substância faz parte da formação do colágeno e, por isso, tem propriedades que aumentam a firmeza da pele. Outro benefício da vitamina E é a melhora da cicatrização. Desta forma, as estrias, que são um tipo de cicatriz, não desaparecem totalmente, mas podem ser amenizadas.

Vitamina C

Tabela de fontes da vitamina C

A vitamina C contribui para o aumento da elasticidade, pois ajuda na proteção e promoção da síntese de colágeno. A proteína é fundamental para manter a firmeza da pele, evitando o estiramento excessivo responsável pela aparição das estrias.

Por inibir a produção de melanina, a vitamina C também tem papel importante no clareamento da pele.

Com ação antioxidante, a substância é encontrada em um grande número de frutas, principalmente as cítricas, e em vegetais como a taioba, couve e brócolis.

Ganho de peso

Grávida com estrias vermelhas

A melhor forma de EVITAR o SURGIMENTO DAS ESTRIAS NA GRAVIDEZ é controlando o ganho de peso excessivo, causado pelas alterações hormonais. Isso vai influenciar diretamente no estiramento da pele.

Por isso, controlar a dieta e manter exercícios físicos frequentes podem ajudar a prevenir o aparecimento das estrias.

Quando há ganho de peso repentino e em um curto período de tempo, é muito comum que a pele perca sua elasticidade e as fibras se rompam, surgindo cicatrizes.

É recorrente que este caso aconteça com mulheres grávidas por conta do crescimento da barriga. No entanto, lembre-se que o aparecimento de estrias não acontece somente nesta região, mas também nas pernas, braços e seios.

Drenagem linfática

Grávida fazendo massagem linfática

A drenagem linfática é muito indicada a partir do 3º mês de gestação, sendo recomendado até duas sessões por semana.

Com movimentos rítmicos, a drenagem estimula o sistema linfático – responsável pela regulação do sistema imunológico, pela filtração do sangue e por remover toxinas – a trabalhar de forma mais eficaz.

Assim, o processo é conhecido por melhorar a circulação sanguínea, aliviar o inchaço, reduzir o acúmulo de líquido e ajudar a relaxar, reduzindo o risco de celulite e estrias durante a gravidez.

É importante que seja feita por um profissional especializado e após o aval do obstetra. Mulheres grávidas com problemas relacionados ao sistema linfático não devem realizar o procedimento.

Durante a gravidez mulheres precisam de cuidados especiais, por isso precisa ser um profissional especialista!

Se não foi possível prevenir o aparecimento das estrias durante a gravidez, o caso é outro.

As mamães precisarão realizar tratamentos alternativos aos citados para a redução das marcas. Quanto antes tratadas, melhores serão os resultados.

Se este for seu caso, não deixe de conhecer esta opção de tratamento que está mudando a vida de milhares de mulheres que sofreram com estrias na gravidez.

Veja como é possível reduzir estrias, clique aqui: https://semestrias.cicatrissim.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *